Logotipo Inovar com QI
Logotipos dos Parceiros
Home arrow About the Project
Sobre o Projecto PDF Print E-mail
Segunda, 23 Outubro 2006
Article Index
Sobre o Projecto
A Equipa do Projecto
Finalidades do Projecto
Professores Participantes
Implementao e Cronograma
Comisso de Acompanhamento
Comunidade de Utilizadores
Avaliao
Parcerias

Modo de Implementação e Cronograma

No primeiro ponto deste documento apresentámos a Instituição que Coordena este Projecto, seguindo-se a descrição das principais áreas de intervenção. Apresentamos agora, esquematicamente, as grandes linhas de desenvolvimento deste Projecto.

Fase Plano Cronograma
0 Concepção
  • Concepção, delineação e planeamento do Projecto.
  • Iniciação da construção do Portal do Projecto.
  • Constituição da Equipa do Projecto.
  • Constituição do grupo de escolas que participam no Projecto.
  • Indicação da equipa de docentes e turmas que participarão no Projecto.
  • Instalação de equipamentos inerentes à implementação do Projecto.
  • Mobilização de parcerias à implementação do Projecto.
  • Concepção de formação para os docentes.
Abril 2006
a
Setembro 2006
1 Organização
  • Organização do Projecto ao nível das Escolas e respectivos professores.
  • Produção de materiais de apoio.
  • Formação de professores.
  • Mobilização das escolas que fazem parte do Projecto.
  • Organização de eventos inerentes à necessidade de implementação do Projecto.
  • Avaliação intermédia do Projecto.
Setembro 2006
a
Janeiro 2007
2 Implementação
  • Implementação efectiva do Projecto.
  • Apresentação pública do Projecto.
  • Disponibilização do Portal.
  • Apoio às escolas.
  • Formação de professores.
  • Construção e publicação de conteúdos.
  • Criação de um repositório on-line.
  • Criação de um servidor de conteúdos multimédia (ESFA).
  • Divulgação do Projecto.
  • Avaliação intermédia do Projecto.
Janeiro 2007
a
Abril 2009
3 Conclusão
  • Conclusão e Avaliação Final do Projecto.
  • Debate de experiências, análise da opinião da comunidade de utilizadores Magicboard.
  • Divulgação de materiais.
  • Alargamento/duplicação do Projecto a outros países. 
Maio 2009
a
Agosto 2009

A análise da tabela acima, permite-nos verificar que optámos por estabelecer uma organização cronológica dos diferentes eventos, que ocorrem em momentos temporais distintos – um Projecto a longo prazo.

Esquema 2: Desenvolvimento do Projecto

Image

De referir que esta planificação não é rígida e que pode ser alterada de comum acordo com todos os parceiros do Projecto, desde que tais alterações beneficiem os objectivos do Projecto.
Das áreas de intervenção citadas desenvolveremos, nas páginas seguintes, aquelas que consideramos primordiais na implementação deste Projecto: Portal, Formação, Recursos Afectos ao Projecto, Divulgação do Projecto.

 

Portal

Uma das características fundamentais da Sociedade da Informação e do Conhecimento é a comunicação e interacção à escala mundial. Com vista a apresentar as actividades do Projecto a toda a comunidade educativa e até a todo o mundo, o CFPA pretende conceber e implementar um Portal, no qual se devem conciliar e divulgar as várias vertentes do Projecto, tais como:

  • Divulgar e promover o Projecto e as actividades e conteúdos nele produzidos;
  • Ser a base de apoio aos intervenientes do Projecto;
  • Ser o apoio on-line a todos os utilizadores do Magicboard;
  • Ser um instrumento de ligação e união entre os docentes e escolas do Projecto;
  • Promover os Quadros Interactivos Magicboard.

O Portal aspira possuir características e potencialidades que permitam uma fácil interacção com os utilizadores, aos mais diversos níveis: gestão dinâmica de conteúdos; notícias (para dar a conhecer as actividades promovidas e divulgação de eventos); downloads; hiperligações; galerias de fotografias; suporte (secção onde os utilizadores dos Quadros possam encontrar a solução das suas dúvidas e problemas, através da disponibilização de FAQ’s, manuais, vídeos e animações); fóruns; newsletter; etc.
Algumas secções do Portal podem ter acesso restrito a membros previamente escolhidos de modo a que apenas um determinado grupo de membros possa ler, editar ou publicar conteúdos nessas secções ou categorias.
Como a identificação e validação do utilizador é fundamental para a segurança da informação disponível no Portal, cada membro do Portal terá uma conta de utilizador e uma palavra-chave. Desta forma a questão da responsabilização da autoria dos conteúdos não fica descurada. Para que um conteúdo seja visualizado no Portal é necessário que passe primeiro por uma cadeia de aprovação, conseguindo-se assim ter um maior número de autores sem perder a qualidade da informação apresentada.
Consoante a necessidade e o desenrolar do Projecto, outros “recursos” poderão ser implementados no portal.

Formação

Para facilitar a implementação dos Quadros Interactivos Multimédia Magicboard em contexto de sala de aula, o Centro de Formação de Penalva e Azurara estará disponível para prestar o apoio necessário às escolas e aos docentes do Projecto. Será dinamizada formação, no âmbito dos Quadros Interactivos, aos docentes envolvidos de forma a que não usem os referidos Quadros como se de um “quadro negro” se tratasse. A formação é pois fundamental para tomarem consciência de todas as potencialidades que esta nova ferramenta proporciona.
Os “pacotes” de formação serão construídos de acordo com as necessidades do Projecto e, durante as várias fases, podem existir vários modelos quer em termos de conteúdos quer em termos de profundidade e duração. A seguir apresentamos dois exemplos que serão o ponto de partida – a realizar entre Setembro e Dezembro de 2006. A formação é obrigatória para todos os docentes que participem no Projecto.

Formação para a utilização do Quadro Magicboard:
(6 horas)

  • Iniciação ao Quadro Interactivo Multimédia Magicboard;
  • Componentes do Quadro Interactivo (computador, videoProjector e Quadro);
  • Posicionamento do Quadro e instalação do StarBoard Software;
  • As diferenças entre o Quadro tradicional (de lousa), o Quadro meramente electrónico (Quadro Interactivo usado somente para aula expositiva) e o Quadro Interactivo Multimédia;
  • Uso do Quadro para controlo do computador;
  • Uso do software de controlo do Quadro;
  • Escrever no Quadro (escrita à mão, escrita com teclado virtual);
  • Uso de figuras, linhas, formas, cores, backgrounds para vários contextos;
  • Como mostrar vídeos, tocar músicas ou navegar na Internet;
  • Importar documentos do Microsoft Word, PowerPoint e Excel;
  • Demonstração de algumas actividades.

Formação Contínua[7]

Oportunidade de enquadrar a formação TIC da CRIE (Equipa de Missão Computadores, Redes e Internet na Escola) – planeada de acordo com o Quadro de Referência[8] definido pelo Ministério da Educação para a Formação Contínua de Professores na Área das TIC para 2006 – na dinamização dos Quadros Interactivos em Projectos de escola e actividades em sala de aula.
Acção: " A Utilização das TIC nos Processos de Ensino Aprendizagem”.

  • Destinatários: Docentes indicados pelas escolas associadas;
  • Modalidade: Oficina de formação de 25 horas conjuntas;
  • Creditação: 1,0 a 2,0 créditos;
  • Cronograma: Entre Setembro e Dezembro de 2006;
  • Formadores: Agnelo Figueiredo e José Martins;
  • Nº de Turmas: 3 (15 a 20 formandos por turma).

Formação “em Pacote”

O Centro de Formação de Penalva e Azurara poderá preparar pacotes de formação que disponibilizará, de acordo com as necessidades e os objectivos do Projecto.
Pretende-se dotar os docentes que participam no Projecto de um padrão de competências na utilização das TIC.

Será disponibilizado software didáctico no âmbito do Projecto, nomeadamente a Escola Virtual (para as disciplinas existentes) e a Infopédia, ambos produtos da Porto Editora.

[7] Esta formação ocorrerá após a formação básica para a utilização do Magicboard. Nas oficinas de formação não será feita aprendizagem sobre o Magicboard, o Quadro Interactivo será apenas mais uma ferramenta ao dispor do docente. 
[8] A formação contínua de professores na área das TIC a desenvolver no ano de 2006, resultado do Programa "Ligar Portugal" e das orientações do ME para esta área deverá incorporar os seguintes princípios:
  • Ter como primeiro objectivo a utilização das TIC pelos alunos nas escolas;
  • Integrar modalidades mistas ("blended"), com uma componente presencial e outra a distância e com o apoio de plataformas de aprendizagem online (LMS);
  • Estar contextualizada com o trabalho quotidiano do professor, prevendo uma componente prática de trabalho na escola;
  • Prever a criação de produtos e publicação "online" resultantes do trabalho concreto dos alunos com TIC (e.g. port-folios);
  • Incluir momentos de auto-formação e proporcionar formação inter-pares ("peer-coaching");
  • Realizar-se em modalidades activas de formação (e.g. oficina, projecto, círculo de estudos) acreditadas pelo CCPFCP;
  • Enquadrar-se no projecto educativo das escolas a que os professores/formandos pertencerem, nomeadamente na sua componente TIC;
  • Apoiar iniciativas nacionais na área das TIC, nomeadamente Concursos de Projectos, assim como os Planos TIC das escolas e agrupamentos;
  • Prever a avaliação do processo e do impacto da formação.

Cf. http://www.crie.min-edu.pt/formacao_professores.htm

Recursos Afectos ao Projecto

Materiais (disponibilizados pela Areal Editores)

26 Quadros Interactivos Magicboard FX-77

26 Tablet Hitachi BT-2

  5 Sistemas de Votação VerdiCT

  2 Suportes Móveis

16 Projectores Hitachi

Image

Nota:

26 salas de aula estão equipadas com Quadro Interactivo Magicboard, Tablet, Projector no tecto e computador multimédia (4 no Pré-escolar, 4 no 1º Ciclo do Ensino Básico e as restantes nos outros níveis de ensino).

82 Docentes afectos directamente ao Projecto.

2400 Alunos, pelo menos (desde o pré-escolar ao secundário).

Divulgação do Projecto

As diferentes fases de implementação do Projecto que apresentamos estão segmentadas em momentos temporais distintos, resultando daí um Projecto a longo prazo com linhas de desenvolvimento distintas.
Assim, durante os diferentes momentos de implementação, pretendemos dar a conhecer todo o trabalho que está a ser desenvolvido. Para levarmos a cabo esta tarefa, utilizaremos diferentes meios de comunicação, tais como: o Portal, boletins, newsletter e, no final do Projecto, possivelmente um Livro com DVD.
Num primeiro momento a publicação será exclusivamente on-line, sendo, numa segunda fase, editada em papel, o que nos permite abranger outro tipo de público.
Numa primeira fase, dar-se-á a conhecer a concepção, organização e delineamento do Projecto. As diferentes fases de implementação serão publicadas numa segunda fase.
Por fim, divulgaremos os resultados inerentes à implementação do Projecto, nomeadamente relatos de experiências vividas pelos docentes e pelos alunos, bem como o impacto da utilização dos referidos Quadros no processo de ensino e aprendizagem.
A publicação em boletins de todo o trabalho que está a ser desenvolvido no âmbito dos Quadros Interactivos permite divulgar a toda a Comunidade Educativa novas práticas pedagógicas, assim como demonstrar os resultados obtidos com a utilização de uma nova ferramenta pedagógica – o Magicboard.
A utilização desta estratégia de divulgação está relacionada com o facto de considerarmos que os Quadros Interactivos, com todas as suas potencialidades, serão, num futuro próximo, uma realidade nas escolas e um veículo promotor de motivação dos alunos e, por consequência, do seu sucesso educativo.
Para além disso, pretendemos dinamizar workshops no âmbito dos Quadros Interactivos como forma de incentivarmos os docentes a adequar as suas práticas pedagógicas à evolução tecnológica.

As escolas que utilizem o Magicboard podem integrar-se no portal, de modo a terem acesso aos materiais e a poderem partilhar as suas vivências – criando-se assim, como já referimos, uma Comunidade de Utilizadores do Magicboard.



 
Adicionar a: Digg Adicionar a: Sapo Links Adicionar a: Diigo Adicionar a: Technorati Adicionar a: Spurl Adicionar a: Google O que é o Social Bookmarking?