Logotipo Inovar com QI
Logotipos dos Parceiros

Home arrow News arrow Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo arrow O 8º A e o TurningPoint na EBI de Ínsua
O 8º A e o TurningPoint na EBI de Ínsua PDF Print E-mail
Quarta, 05 Dezembro 2007

Eu respondo primeiro!
Eu respondo primeiro!
Depois da apresentação institucional do software de votação à distância, o famoso TurningPoint, chegou a hora de pôr as mãos à obra e dar asas à imaginação. Desta forma, no passado dia 8 de Novembro, a turma A do oitavo ano, aplicou os seus conhecimentos adquiridos durante o primeiro período e... vamos lá responder "à distância" às questões colocadas pelo professor. A motivação era, mais do que muita... quer dos alunos quer do professor.
O trabalho incluía questões de escolha múltipla envolvendo conteúdos relacionados com a Semelhança de Triângulos e o Teorema de Pitágoras. Cada aluno era "dono e senhor" do seu comando sendo por isso responsável pela resposta dada a cada pergunta.
Turningpoint e a calculadora, uma dupla imbatível!
Turningpoint e a calculadora, uma dupla imbatível!
No final da actividade, o professor ficou com o relatório das respostas dadas pelos alunos, para uma posterior análise dos resultados obtidos. Como já tinha sido combinado anteriormente, depois de uma pequena formação sobre o funcionamento do software, cada grupo de dois alunos do 8º A será responsável pela elaboração de um teste onde o TurningPoint será a ferramenta principal... ah, e a cabeça de cada um!
Os temas onde irão incidir os projectos dos alunos serão o mais abrangente possível, indo desde as Ciências Sociais e Humanas até à nossa querida Matemática. A Carina, a Karine, Jorge Silva, a Patrícia e a Sara irão debruçar-se sobre os "Descobrimentos Portugueses"; O João Rodrigues, o Luís, a Sónia Figueiredo e a Sónia Almeida têm de estudar muito bem a "Evolução da população humana e os conceitos demográficos"; O Daniel, o Leandro, o Jaime, a Marisa, o João Santos, o Tiago, a Renata e a Rita serão os espertes da matemática pois o seu projecto incidirá nas "Áreas e Volumes", "Problemas envolvendo a semelhança de figuras e o teorema de Pitágoras", "Equações do 1º grau com uma incógnita" e "Problemas usando o mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum".
Bom Trabalho.

Eduardo Cunha

A opinião do 8ºA na primeira pessoa:

O TurningPoint tal, como o quadro interactivo, é um material inovador. Apesar de ser caro e de dar muito trabalho ao professor, oTurning Point dá motivação aos alunos e para eles é simples de utilizar. Na nossa opinião pode melhorar as notas dos alunos com interesse que mostram em utilizar o TurningPoint, e podem interessar-se mais pela matéria, vai ajudar-nos muito.

Tiago Lopes e João Santos

Na minha opinião o TurningPoint é inovador. Acho o TurningPoint engraçado, porque podemos fazer os nossos próprios testes e resolve-los sem ser no computador usando o rato e teclado, mas sim usando um comando. O TurningPoint é uma boa maneira de fazer testes e gosto de o usar. Acho que o TurningPoint incentiva os alunos por ser uma maneira diferente e divertida de fazer testes. A única desvantagem do TurningPoint é cada pergunta ter um determinado tempo para responder, e às vezes o tempo não é suficiente, mas de resto o Turning só é vantajoso.

Leandro

A nossa opinião sobre o TurningPoint é que este programa é muito bom para os alunos, estes gostam de tecnologia e por isso o TurningPoint dá um certo entusiasmo e dedicação aos alunos que o utilizam. O TurningPoint trabalha-se com uma espécie de comando muito engraçado, ligado a um bluetooth. Para os professores também dá muito jeito, pois podem fazer os testes em casa e em vez de gastarem papel fazem-no para o TurningPoint, assim estão a proteger o ambiente. Apesar de alguns alunos pensarem que aquilo é uma brincadeira, outros levam aqueles testes a sério, pois também é preciso saber a matéria e pensar um pouco. Para nós não há nenhuma desvantagem em utilizar este programa. Os alunos gostam muito deste programa e nós achamo-lo muito interessante.

Renata e Rita

Eu gostei de trabalhar com o TurningPoint porque é uma forma diferente de fazer fichas de avaliação. Faz-se uma ficha de avaliação no programa do TurningPoint depois projecta-se a ficha de avaliação para a parede, fazemos as contas e respondemos à questão com um comando onde carregamos no botão que corresponde à resposta certa e já está uma ficha de avaliação completa! Além disso acho divertido.

Marisa
 
< Prev   Next >

Adicionar a: Digg Adicionar a: Sapo Links Adicionar a: Diigo Adicionar a: Technorati Adicionar a: Spurl Adicionar a: Google O que é o Social Bookmarking?